Uma investigação dos cientistas portugueses António Velez Marques, Helena Pereira, Rui Reis e Susana Silva que conseguiram expandir em 80% granulado de cortiça através de micro-ondas foi um dos 3 finalistas para a Indústria no “European Inventor Award 2013”. Foi a primeira vez que cientistas portugueses chegaram à fase final deste prestigiado prémio e apesar de não terem sido os vencedores do prémio a sua nomeação para a fase final é já de si uma vitória.

«Começámos entre os primeiros trabalhos e as primeiras ideias estamos a falar em meados dos anos 90. Estamos a falar de um tempo bastante longo», afirma Helena Pereira, professora e investigadora do Instituto Superior de Agronomia (ISA), da Universidade Técnica de Lisboa. A investigadora explica que «o que procurámos fazer nesse projeto foi, por um lado primeiro, estudar bem o processo de expansão da cortiça e de fabrico de aglomerado expandido. Que era um processo que eu própria já tinha estudado anteriormente exclusivamente dentro da Universidade do ponto de vista que transformações químicas ocorrem nesse processo, que transformações de estrutura ocorrem. Já partíamos de uma base científica com alguma solidez neste campo». (Veja artigo completo aqui)

Podem ver em baixo o video de apresentação do invento e o video de entrega do prémio ao vencedor (um invento de acessórios para mobiliário).

EIA2013 Industria from EcoLogicalCork.com on Vimeo.

 

Tagged with →  

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Real Cork. Real Wine.

Clique nas imagens e partilhe-as:

say yes to cork