A Catdrums é uma empresa portuguesa de construção e reparação de baterias. Feitas por “medida” e a gosto de músicos exigentes, os seus criadores (Nico Guedes, baterista e escultor, e André Antunes, engenheiro civil) estão apostados em “construir melhores baterias do que as melhores baterias que já tocamos”. Para perceberem onde é que aparece a cortiça como material destas baterias deixo-vos um excerto de uma reportagem já com algum tempo:

“As marcas estão a fazer acabamento em madeira envernizada, uma formatação mais barata. Lixar, envernizar e tá feito”. Aqui há “aspecto vintage, madrepérola, champagne sparkle”… E porque não revestir os cascos de madeira a cortiça? Chama-se “investigar e desenvolver”. “Falámos à Pelcor, empresa algarvia, e ganhámos uma bateria esponjosa e absorvente, altamente lavável e resistente a tombos, arranhões e pancadas contra os tripés”. Além disso, a cortiça Catdrums poderá ser pirogravada, acompanhando as tarolas e os bombos com intervenções de artistas convidados. “Estamos a começar pelo aspecto (estamos a comprar as peças à Alemanha e Estados Unidos), mas a nossa ideia é passar a fabricar em Portugal. Já estamos em conversações com carpinteiros e marceneiros. E no futuro também gostávamos de ter as ferragens portuguesas”.

Actualmente a cortiça aparece nos tambores como um dos elementos que contribui para a optimização e “construção” de um som premium, como podemos ver na parte final desta reportagem sobre a empresa que passou no Jornal da Noite da SIC:

No próximo dia 23 de Janeiro, no Conservatório Nacional de Música em Lisboa, a marca vai realizar uma festa de apresentação das suas baterias…

Tagged with →  

One Response to Catdrums utiliza cortiça na construção de novos instrumentos musicais

  1. Bruno Lopes diz:

    Boa noite gostaria de saber se existem bombos entre 80 a 90 cm e qual o peso e o preço.

    Atenciosamente Bruno Lopes
    Associação gentes gentes de Ródão

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Real Cork. Real Wine.

Clique nas imagens e partilhe-as:

say yes to cork