Pasted Graphic

Como prefiro sempre as abordagens positivas e o destaque aos bons exemplos em vez de dar demasiada importância aos maus exemplos, deixo-vos aqui este caso no oposto do caso da “QUINTA DOS TRISTES”:
A Herdade de Cadouços (Juvenal, S.A.) viu durante o mês de Outubro serem atribuídas a alguns dos seus vinhos várias condecorações internacionais. Venho falar-vos disto pois um dos factores que ajudaram a este sucesso foi a utilização de rolhas de cortiça, facto valorizado pelos júris.

Segundo o comunicado de imprensa, a Herdade de Cadouços começou por receber uma medalha de prata na “MUNDUSVINI” na Alemanha tendo posteriormente recebido em Londres 2 medalhas de bronze com os vinhos tintos ‘Memorium’ e ‘Yes We Can’, e uma menção honrosa, com o vinho tinto ‘Harmony’, na categoria ‘Product Awards’.

A “Herdade de Cadouços” que integra a iniciativa global “Countdown 2010 – Save Biodiversity” diz ainda o seguinte:

“A componente ecológica é a nossa grande bandeira e estes reconhecimentos nacionais e internacionais são muito importantes, para todos os que trabalham diariamente no projecto, e para os nossos clientes e consumidores, que vêm o vinho que consomem reconhecido e aceite pela qualidade superior”.

Um dos factores para que o júri destacasse o projecto Herdade de Cadouços, e os vinhos aqui produzidos, teve um reforço importante num estudo científico recente levado a cabo pelo Prof. Luís Gil do INETI, que ajudou a compreender melhor a relação da rolha de cortiça com o vinho através da formação de um composto chamado “Acutissimina A” – um poderoso anti-cancerígeno natural, apoiando o “conceito natural” de tradição aliada à inovação que foi premiado.

“A principal característica dos vinhos aqui produzidos, uma questão muito enfatizada pelo júri do concurso, assenta no facto de não haver qualquer manipulação química e trabalharmos com uma filosofia de preservação exclusiva dos aromas naturais, utilizando rolhas de cortiça natural”, acrescentando ser um “orgulho ver referido o nome de Portugal num evento em que estiveram a escrutínio milhares de pessoas e de projectos”.

Não posso deixar de destacar pela positiva estes casos de produtores que percebem que têm todos os motivos para utilizarem rolhas de cortiça. Quero também deixar a este produtor o desafio de estudarem o que a Petição “Vinho com informação é opção” lhes pede, e dessa forma se transformem num dos primeiros produtores a disponibilizar a informação do tipo de vedante utilizado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Real Cork. Real Wine.

Clique nas imagens e partilhe-as:

say yes to cork