No seguimento do acordo assinado à meses (do qual falei aqui) a “Vins i Licors Grau” (empresa de comercialização/distribuição de vinhos) enviou uma carta aos seus fornecedores tentando que deixem de vez os vedantes alternativos (plástico e roscas de alumínio) em favor das rolhas de cortiça.
Nessa carta podemos ler algo como isto:

Com a nossa dedicação total a este projecto, somos obrigados a tomar medidas para incentivar o uso de cortiça em detrimento de outros tipos de vedante (…) até deixar de trabalhar com referências que vão contra esta filosofia.

Nesta altura a empresa refere que já teve receptividade com algumas marcas reconhecidas que deixaram de utilizar os sintéticos e as tampas de alumínio para utilizarem novamente as rolhas de cortiça, nomeadamente: Raïmat (branco Chardonnay), Marqués de Riscal (Viña Calera) e Espelt.
O responsável pela empresa refere que este comportamento é espelho do peso das distribuidoras e dos consumidores, já que chegaram a ter devoluções de vinhos por parte dos consumidores por estes terem rolhas que não eram de cortiça.

Este exemplo deveria ser seguido aqui em Portugal também, e espero que a petição que continua a decorrer (www.peticao.ecologicalcork.com) a bom ritmo venha a servir (brevemente) para fazer levar a voz dos consumidores portugueses a quem de direito neste sentido.

Informações com interesse:
Artigo sobre este assunto (Espanhol)
Vins e Licors Grau: http://www.vinsilicorsgrau.es/

One Response to Vinhos que "regressam" à Rolha de Cortiça

  1. […] Vinhos que “regressam” à Rolha de Cortiça Partilhe com os seus contactos: Tweet […]

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Real Cork. Real Wine.

Clique nas imagens e partilhe-as:

say yes to cork